5ª Ministração CASA DE PAZ – GRATIDÃO

Texto: João 12:1-11

PARA O LÍDER: A ênfase da reunião hoje é testemunho e perseverança contra as resistências malignas. Depois de
ministrar, procure dar oportunidade para que as pessoas contem primeiro os seus testemunhos e depois compartilhem
alguma luta que estão sofrendo. Comece também a falar sobre o futuro de todos após terminar o projeto. Incentive o
anfitrião a pensar sobre a possibilidade de manter uma célula em sua casa, fale sobre esta possibilidade com as outras
pessoas também.

Introdução: Na semana passada estudamos sobre Jesus ressuscitando Lázaro depois de quatro dias de morto e como
foram fundamentais na vida de suas irmãs a fé e a disposição para remover os empecilhos para que o Senhor
operasse. Hoje vamos voltar em mais uma casa em Betânia, especialmente para entender outro segredo espiritual: A
Gratidão.

1) Quando somos gratos a Jesus pelo que Ele fez por nós, queremos mantê-lo em nossa casa – João 12.1-2
Muitas pessoas recebem a benção e depois abandonam Jesus ou tentam segui-lo de longe, sem
compromisso. Mas quando amamos Jesus de verdade reconhecemos o que Ele tem feito por nós, queremos que ele
permaneça em nossas vidas e em nossa casa. O que você vai fazer quando terminar estas sete semanas de
campanha? Afastar-se ou pedir para o Senhor continuar transformando a sua casa em uma casa de paz? Lázaro,
Maria, Marta não podiam segurar Jesus em sua casa porque Ele tinha um ministério itinerante, mas mantinha um
contato estreito e sempre fazia questão de tê-lo em casa. No texto de João 12.1 e 2, era uma ocasião diferente daquela
em que houve a ressurreição de Lázaro, e nós encontramos essa família preparando uma ceia só para receber Jesus e
aqueles que queriam encontrá-lo.

2) A gratidão toca no coração de Deus e determina o ambiente numa casa de paz. – João 12.3-8
Aquela família tinha amor e gratidão ao Senhor e demonstrava isso de maneira muito prática. Marta servia,
Lázaro se dispunha a testemunhar do que o Senhor fez, ainda que isso lhe custasse perseguição de alguns e Maria foi
capaz de comprar um perfume caríssimo só para derramá-lo como oferta sobre Jesus, além de ungir seus pés e
enxugá-los com seus cabelos. Essas pessoas não tinham nenhum problema em serem exageradas na manifestação da
gratidão. Por isso a Bíblia diz que aquele perfume de adoração encheu toda a casa. Certamente por isso Jesus gostava
tanto de está ali, por ver demonstração de amor daqueles irmãos(I Tessalonicenses 5.16-18).

3) Nosso testemunho deve ser instrumento de Deus para que outros conheçam o seu amor – João 12.9-11
Quando Deus abençoa, não está pensando apenas em nós, mas quer nos usar para inspirar muitas outras
pessoas e quer usar nossa casa como um lugar constante de salvação. O testemunho de Lázaro atraiu muita gente e
aquela casa estava aberta para receber os necessitados, a despeito do desconforto que isso poderia causar. Por causa
dele, muitos se converteram. Isso nos ensina que, quando temos um testemunho de Deus em nossas vidas, não
podemos deixar de contar a todo mundo, porque isto é reter a glória devida ao Senhor(Mateus 10.32-33).

4) À medida que somos abençoados, devemos nos preparar para os contra-ataques do inferno – João 12.4-11
Quando começamos a ser abençoados e usados por Deus, o diabo levanta oposição contra as nossas vidas
para nos desanimar e nos tirar da presença do Senhor. Naquela mesma Casa de Paz em Betânia, Maria foi criticada
por Judas, que achou sua oferta exagerada, isso também acontece em nossos dias. Começamos a honrar a Deus com
o nosso tempo, com o nosso dinheiro, com a nossa casa e as pessoas passam a nos chamar de fanáticos. Essas
pessoas nunca se importaram quando investíamos no pecado, vícios, ostentação, mas quando investimos na fé, elas
nos criticam. Lázaro também foi criticado, perseguido pelos representantes religiosos, que queriam matá-lo, pois muitas
pessoas estavam se convertendo a Jesus por causa dele. É sempre assim: o Senhor ressuscita e o inferno quer
destruir de novo. Mas se ficarmos firmes, teremos vitórias e nossa casa seguirá sendo uma Casa de Paz. (Tiago 4.7).

Conclusão: É tempo de assumirmos publicamente a nossa fé, falando para todos do que Jesus tem feito por nós,
dedicando a ele o melhor da nossa vida e abrindo nossa casa para a salvação de mais gente, manifestando assim de
forma pratica a nossa gratidão. E se as oposições começarem, devemos perseverar, sabendo que aqueles que nos
criticam nunca fizeram por nós o que Jesus tem feito. Portanto, fiquemos firmes e constantes dando glória a Deus.
Compartilhamento:
1) Se pudesse levar a salvação a uma pessoa, a quem você levaria hoje? Compartilhe!
2) O que você diria a uma pessoa que tem vergonha de testemunhar o que Deus fez em sua vida?

Write a comment:

*

Your email address will not be published.

© 2015 Igreja Videira em Fortaleza/CE | Vivemos com amor.
Topo
Desenvolvido por AlissonDesign